i'm gabu

D.Gray-man

| |


Hey Pessoal
 No longiguo ano de 2010 quando eu ainda tinha que ir na barraquinha comprar a extinta revista Anime>Do (não gostava da NeoTokyo, não sei porquê) para receber noticias sobre os animes e mangás que eu não conhecia e nem tinha acesso. Eis que encontro uma matéria sobre D.Gray-Man e me apaixono de primeira por esse mundo gótico vampiresco 666 diferentão e conceitual. Apenas 2 anos depois quando tive acesso regular a internet lembrei da matéria e procurei o mangá para ler. E me apaixonei logo no começo.
  O que falar de uma obra que retrata exorcistas, armas fantásticas, monstros divertidos, inimigos bem feitos, ilustrações incríveis e um enredo ótimo? Se você ainda não conhece essa obra prima do Japão, venha conhecer.



  D gray-man é uma história produzida pela talentosíssima Katsura Hoshino, que no inicio da publicação do mangá não revelava se era homem ou mulher, nem a idade, não fala nada a seu respeito. Acredito que pelo mesmo motivo da autora de Fullmetal Alchemist e J.K. Rolling no inicio de carreira, o medo de não terem publico por serem mulheres.
  Katsunara teve duas publicações anteriores a DGM que mal duraram um ano, Zone de 2002 e Continue de 2003, mas foi em 2004 que o grande exorcista Allen Walker ganhou sua publicação pela Shonen Jump, fazendo grande sucesso e permanecendo na mesma até 2009. Por conta de problemas de saúde da autora, houve uma pequena pausa na publicação semanal pela Shonen Jump e o mangá acabou indo parar da Akamaru Jump em agosto, mas só ficou lá té novembro, quando se mudou para a Jump Square e passou a ser publicado mensalmente.
  Eu tenho um grande azar com mangakás, meus dois ultimates são Katsunara e Yoshihiro Togashi (HunterxHunter) e ambos atrazam seus mangás por conta de doenças que vão e voltam, criando um hiatus eterno nas melhores histórias que já li. Com Katsunara o caso tá tão ruim, que mesmo com o mangá tendo mudado de semanal para mensal, ela não conhecia dar conta e fez com que DGM entrasse num hiato de 2012 até 2015, e agora é publicado trimensalmente. Se eu sofri? Mas é claro.


  Enfim, sobre o enredo. D.Gray-Man se passa no seculo XIX em uma Terra fictícia, onde há um exercito controlado pela igreja, denominado de "Ordem Negra". Eles estão em busca de partes das 109 partes da 'Innocence' e pessoas compátiveis com essas partes, com o fim de transformá-las em exorcistas, para poderem lutar contra O Conde do Milênio, um ser que quer trazer os 3 Dias de Escuridão e destruir a Terra.
  É aí que conhecemos o jovem protagonista Allen Walker, um compatível com a innocence que tem um olho amaldiçoado por um akuma, o que o lhe deu o poder de ver essas criaturas, ele se junta a Ordem Negra com o intuito de salvar as pessoas. Allen é um personagem feliz e engraçado, tipico de shonens e extremamente fácil de se identificar, mas com o decorrer da história conhecemos seu passado doloroso e marcado pela presença do Condo do Milênio.
  Além de acompanhar a história pessoal dele, nos envolvemos com todos os membros da Ordem Negra e que todos também tem um passado marcado por tragédias e agora juntos, lutam para salvar o mundo.



Nome: ALLEN WALKER
Idade: 15 anos
Nacionalidade: Britânico, Reino Unido
Innocent: Parasita, Crow Clow seu braço direito
MiniBio: Allen é gentil e muito amável, sempre está se importando com os outros e determinado em ajudá-los. Gosta muito de comer, o que deixa o cozinheiro da ordem louco da vida. Após a morte de seu pai adotivo ele fica muito triste, o que chamou a tenção do Conde do Milênio, transformando o pai adotivo de Allen em um Akuma, que amaldiçoa o seu olho e faz com que sua Innocent se ative. Entrou na ordem para proteger todos.

Nome: YUU KANDA
Idade: 18 anos
Nacionalidade: Japonês, Japão
Innocent: Equipamento, a espada Mugen
MiniBio: É um exorcista muito raivoso com a vida, pois não gosta de muitas coisas. Está sempre com cara de 'poucos amigos' e leva a sério tudo que faz. Não foi com a cara de Allen deste do inicio, e os dois sempre acabam brigando, mesmo se tornando o parceiro principal de Allen nas missões de campo. Odeia que o chamem pelo primeiro nome Yuu.


Nome: LENALEE LEE
Idade: 16 anos
Nacionalidade: Chinesa, China
Innocent: Equipamento, as botas Dark Boots
MiniBio: Teve os pais mortos por Akumas e vivia com seu irmão, até o dia em que foi levada a força para a ordem por ser uma compatível com a Innocent e sofreu vários testes, sua vida melhorou na ordem no dia em que seu irmão foi trabalhar lá, com o objetivo de ficar perto dela. Desde então está muito feliz, sempre sorridente e preocupada com todos, ela se deu muito bem com Allen.
Nome: LAVI
Idade: 18 anos
Nacionalidade: desconhecida
Innocent: Equipamento, o martelo Odzuchi Kodzuchi
MiniBio: Ele faz parte do Clã dos Bookman, que são pessoas que anotam a história das guerras secretamente. Entrou na ordem com esse intuído de anotar a história da Guerra Santa, mas não esperava se envolver tanto com os exorcistas Allen, Lena lee, e Kanda, e é o único que chama Kanda pelo seu primeiro nome. Brincalhão e um pouco mulherengo, está sempre inventando apelidos para todos e participando das partes mais engraçadas do mangá. Lavi é o 49º nome que ele usou deste que entrou para o clã.


Nome:Conde do Milênio
Idade: desconhecido
MiniBio: Conde é o ser que controla a família dos Noahs (os herdeiros dos poderes de destruir a Terra), quando uma pessoas morre e outra pessoa lamenta muito a sua morte a ponto de ter muitos sentimentos ruins aparece o Conde, dizendo que renascerá a pessoa, mas é apenas um truque para transforma-la em Akuma. Ele e Road são os únicos que podem controlar "A Arca de Noé", o instrumento que transforma as almas dos mortos em Akumas.

Nome: Road Kamelot
Idade humana: mais ou menos 10 anos
MiniBio: Controla os portais de ida e vinda entre lugares por meio da arca. Apesar de ser apenas uma criança, ela foi a primeira a entrar na família Noah, sendo conhecida como "A Primeira Criança da Humanidade". Ela é muito dócil e meiga, quando está feliz, mas quando está pronta pra luta se torna uma oponente muito forte, podendo controlar os pensamentos e emoções de seus oponentes. Ela gosta muito de Allen

Nome: Tyki Mikk
Idade humana: mais ou menos 28
MiniBio:  Apresenta duas personalidades, a Humana, onde vive como um vagabundo viajante que trabalha em minas. E tem o lado "Noah" assassino e manipulador. Ligou-se muito com Allen na sua forma humana. Tick tem o poder de tocar e não tocar (???), bem eu também não sei explicar direito o poder dele, mas basicamente ele toca no que quiser, podendo matar uma pessoa esmagando seu coração sem perfurar seu peito.


AKUMAS
 São criaturas criadas pelo Conde com a mistura de máquinas, almas e desespero. Quando uma pessoa morre e outra lamenta muito o Conde aparece e usa "A Arca de Noé" para fazer os akumas. Eles são separados em níveis.
  • Nível 1: O mais fraco de todos, não tem pensamentos nem sentimentos, apenas quer matar, usa apenas tiros e tem só um corpo.
  • Nível 2:  Não é tão fraco, pode se transformar em várias coisas e imitar ataques, eles tem várias formas e vontade própria.
  • Nível 3: Tem pensamentos e reconhece emoções, tem a mesma forma e poderes fantásticos.
  • Nível 4: O nível mais forte de todos, tem uma aparência que se assemelha a um ser humano, seu poder é devastador, e não podem matar um exorcista facilmente.

  D.Gray-Man ganhou uma versão em anime em 2006 que durou 103 episódios e parou em 2008 porque já estava alcançando o mangá, mas esse ano já estão promovendo o retorno do anime de onde parou. Eu só li o mangá, tentei assistir o anime mas não consegui. Até onde sei é uma adaptação extremamente fiel, mas eu já sabia tudo que iria acontecer e perdi o encanto. Assisti apenas alguns episódios soltos que retratavam os meus capitulos preferidos, como um dos últimos arcos nas batalhas contra os Noahs
  Um aspecto que me agradou imensamente, foi o modo que os personagens foram desenvolvidos. Protagonistas, inimigos ou personagens secundários, tanto faz, somos apresentados ao passado de todos, criando uma empatia maior pela obra, coisa que mangás shonens mainstream não conseguem.
  A evolução dos personagens acompanhando o enredo que se torna mais pesado com o passar do tempo é um fator que orna muito bem com as ilustrações mais 'góticas', firmando a mitologia criada pela autora e enfatizando o poder da sua história.
  Para mim, D.Gray-Man é o mangá número #1. Só tenho que sofrer agora esperando cada capitulo novo e rezando para que seja finalizado.

Nenhum comentário, seja o primeiro

Postar um comentário